Comunicados de imprensa

Escamudo do Mar de Bering Ocidental da Rússia com certificação do MSC

julho 5, 2021

A Pollock Catchers Association (PCA, Associação de Pescadores de Escamudo) obteve a certificação do Marine Stewardship Council (MSC) para a pescaria russa de escamudo no Mar de Bering Ocidental. Esta certificação ocorre após nove meses de avaliação independente por parte da Lloyd's Register para o cumprimento do Padrão de Pesca do MSC.

O organismo de certificação avaliou a pescaria de escamudo com redes de arrasto pelágico na zona de Navarinsky do Mar de Bering (zona do Mar de Bering Ocidental a leste do meridiano 174) relativamente ao estado das populações das espécies alvo, aos impactos ambientais e à eficácia do sistema de gestão das pescas.

A Pollock Catchers Association (PCA), criada em 2006, é uma das maiores associações da indústria pesqueira russa. Inclui 32 empresas que empregam mais de 12 000 pessoas e operam 100 embarcações de pesca e transformação, capturando cerca de 1,8 milhões de toneladas de peixe e marisco por ano.

Os membros da PCA pescam principalmente escamudo nos mares do Extremo Oriente. As empresas da PCA representam mais de 75% das capturas de escamudo na Rússia (cerca de 1,4 milhões de toneladas em 2020) e cerca de 40% das capturas de escamudo em todo o mundo.

Em setembro de 2013, a PCA obteve a certificação do MSC para a pescaria de escamudo com redes de arrasto pelágico na sua região chave: o Mar de Okhotsk. Em 2018, a pescaria foi recertificada com sucesso, demonstrando o seu compromisso com a sustentabilidade e com as operações de pesca bem geridas. Em março de 2021, o âmbito de aplicação foi também alargado para incluir a certificação do escamudo de Sakhalin Oriental.

A certificação da pescaria do escamudo do Mar de Bering Ocidental acrescenta 300 000 de escamudo certificado pelo MSC ao total da PCA, que, juntamente com o Mar de Okhotsk, somam agora 1 200 000 de escamudo certificado pelo MSC no total. Estas pescarias certificadas representam agora mais de 65% de todas as capturas do escamudo russo.

Em 2010, e novamente em 2018, a PCA encomendou ao MSC avaliações prévias das suas pescarias de escamudo no Mar de Bering Ocidental. Com base nisso, pôs em prática um Plano de Melhoramento da Pescaria entre 2018 e 2020. Isto permitiu à PCA melhorar as operações de pesca em preparação para uma avaliação completa da pescaria de acordo com as normas do MSC.

Alexey Buglak, presidente da Pollock Catchers Association, disse: «Estamos orgulhosos de obter a certificação do MSC para a nossa segunda maior pescaria de escamudo. O sucesso da certificação foi precedido por um intenso trabalho de melhoramento por parte da PCA. Isto incluiu estudos científicos específicos para estimar o impacto da pescaria com redes de arrasto pelágico em aves e mamíferos marinhos, e a melhoria da recolha de dados da pesca de escamudo e de capturas acessórias não alvo no âmbito do programa de observação. É importante que este trabalho prossiga e, nesse sentido, a PCA desenvolveu um plano de ação para cumprir as condições prescritas pela certificação».

Rupert Howes, Diretor Executivo do Marine Stewardship Council, afirmou: «Felicitamos a PCA por esta importante etapa. A pescaria de escamudo do Mar de Bering Ocidental esteve muitos anos a trabalhar para obter a certificação do MSC. Para tal, realizou as melhorias necessárias para demonstrar a sua conformidade com o Padrão de Pesca do MSC. O seu percurso de melhoramentos irá, sem dúvida, continuar como parte do programa do MSC.

A PCA está obrigada a implementar quatro melhorias como condição para a certificação, cujos progressos deverão ser verificados por auditores externos ao longo do período de certificação. Estas melhorias estão relacionadas com um maior reforço da gestão de espécies não alvo.

A certificação do MSC oferece a garantia mais sólida disponível em termos de sustentabilidade pesqueira. Esta certificação bem como a rastreabilidade ao longo da cadeia de abastecimento permitirão que o escamudo desta pescaria ostente o selo do MSC para demonstrar de forma credível aos compradores que este produto do mar provêm de uma pescaria bem gerida. Esta é uma ótima notícia para os mercados do mundo inteiro.»

Stuart Caborn, Diretor de Compras da Nomad Foods, disse: «Como o maior comprador mundial de escamudo do Alasca certificado, temos um papel fundamental a desempenhar para garantir a saúde das populações de peixes e dos habitats marinhos. Saudamos a certificação do MSC da pescaria de escamudo do Mar de Bering Ocidental como mais um passo importante para assegurar que mais pescarias em todo o mundo melhorem as suas práticas, para que possamos fornecer aos consumidores produtos do mar de fontes mais sustentáveis.

  • '{{item.Image.Title}}', {{item.Image.Artist}}, {{item.Image.Description}}