As pescarias melhoram as suas práticas

Uma boa gestão sustenta uma pesca sustentável.

Além de pescarem populações saudáveis, as frotas de pesca devem provar que estão a  minimizar os seus impactos nos habitats e nas outras espécies marinhas. Devem também ter um plano para o caso das populações de peixes diminuirem.

Embora as frotas de pesca devam estar a operar a um elevado nível de performance para que sejam certificadas pelo MSC, existe sempre espaço para melhoramentos. Muitas delas ainda fazem outras melhorias após receberem a sua certificação.

Em 2016, 94% das pescarias certificadas fizeram pelo menos uma melhoria para fortalecer ou aumentar a monitorização da sustentabilidade das suas operações.

Destaca-se uma área onde ocorreram melhoramentos significativos  - o impacto no habitat causado pelas frotas de pesca certificadas. Das 185 pescarias certificadas pelo MSC, analisadas em 2017, 39 delas implementaram pelo menos uma melhoria na gestão do habitat. Essas melhorias incluíram mais pesquisa e compreensão dos impactos da pesca, modificações nas artes de pesca e o evitar pescar em determinadas áreas.

Melhorias na gestão dos habitats

Ações governativas

2%

Ações de investigação

47%

Ações técnicas

27%

Avaliação de impacto

24%

Da mesma forma, as pescarias certificadas pelo MSC melhoraram significativamente em relação relação às capturas indesejadas. Entre 2007 e 2013, 60 pescarias conseguiram solucionar problemas nas suas capturas indesejadas.

 

Global Impacts

Global Impacts

Read our full Global Impacts Report from 2017, which showcases the progress and improvements delivered by certified fisheries around the world.

Read the report
  • '{{item.Image.Title}}', {{item.Image.Artist}}, {{item.Image.Description}}